quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Patio da Delegacia de Redenção vira enfermaria

A ação inédita dos delegados Igor Cangussu e Thiago da Delegacia de Polícia Civil de Redenção, ajudou na internação de uma paciente da cidade de Ourilândia do Norte no Hospital Público Regional do Araguaia, localizado em Redenção, que teve o atendimento negado na portaria do maior hospital de referência da região do sul do Pará. 

Familiares da paciente resolveram se deslocar com ela para a cidade de Redenção, após ela aguardar vários dias na fila de esperar pela liberação de um leito através do sistema de regulação do hospital.
Diabética, sofrendo fortes dores no corpo  e apresentando vários outros problemas de saúde, os familiares não viram outra alternativa a não ser procurar internar  a sexagenária no Hospital Regional, mesmo sem a paciente ter sido chamada pela regulação.
Na tarde do último domingo (14), os familiares da paciente foram em busca de atendimento no HPRA, mas, foram  barrados na portaria por funcionários da unidade de saúde que informaram que não seria possível a internação ou consulta da anciã sem ser através do sistema de regulação.
O sofrimento da paciente, foi parar na porta da delegacia onde os familiares relataram aos delegados Igor e Thiago, que ela precisava urgentemente de um atendimento médico. O calvário de Dona Maria do Socorro, findou depois que  os delegados acionaram uma ambulância do Samu, e solicitaram que os paramédicos realizassem um procedimento de primeiros socorros na porta da delegacia. Após um exame prévio os paramédicos constaram que a paciente necessitava de internação. Dona Maria do Socorro, foi encaminhada para o hospital municipal Iraci Ribeiro, onde passou por uma avaliação médica e logo depois foi internada no Hospital Regional de Redenção.  De acordo com o delegado Igor, a ação simplesmente foi para a garantir um dos direitos constitucional que estão contidos na constituição do país. Dinho Santos





Carne bovina sobe 35% este ano

 Com o alto preço da carne bovina o consumidor redencense muda o hábito de ter o bife na mesa. Opta pela carne de frango e peixe que estão com o preço a menos da metade do quilo da Alcatra, por exemplo.



O preço da carne bovina em Redenção disparou em 2014 e vem obrigando os consumidores a substituir o produto por outros tipos de alimento como carne de frango e peixe. Um levantamento feito pelo Nosso Jornal nos açougues da cidade constatou que a carne bovina teve um aumento em torno de 35% por quilo, de janeiro até o dia 15 de setembro deste ano.
De acordo com o levantamento, o valor do quilo da carne de 1ª hoje em Redenção está entre R$ 16,50 e R$ 20,00. A carne de 2ª custa entre R$ 11,50 e R$ 13,00. A variação de preços é porque os donos de açougues fazem promoção para atrair os clientes.
Segundo o dono do Açougue Rei das Carnes, Clésio Silva, o elevado preço da carne bovina está forçando os consumidores a optarem por carne branca, peixe e frango. A coxa de frango, disse ele, está sendo vendida a R$ 7 o quilo, menos da metade do valor de um quilo de carne bovina de 1ª, Alcatra e Picanha.
De acordo com Clésio Silva, a alta no preço da carne se deve ao grande volume de exportação do produto para outros estados e países. “O gado de Redenção e região está sendo levado, vivo ou morto, para Belém, onde é embarcado para fora do Brasil. Os matadouros daqui quase não encontram animais para o abate e isso eleva o preço da carne”, relata. O empresário acrescenta ainda que o preço da carne bovina deverá subir ainda mais até o final do ano. “Em dezembro a carne bovina de 1ª poderá chegar a R$ 23 o quilo”, observa. Texto – João Lopes




Irmão aplica três facadas no outro por causa de dividas de droga

Uma briga por causa de dívidas de drogas acabou com a prisão de Wilian Rodrigues Souza, 25 anos, e internação do irmão dele, Gean Rodrigues de Souza, de 28 anos,  no Hospital Municipal Iraci Ribeiro, com três facadas no corpo.



De acordo com o relato de Willian,  que foi preso por uma guarnição da Polícia Militar, a briga entre ele e o irmão, começou  depois que ele que é usuário de crack, chegou na casa  da mãe que  mora no Setor Serrinha e foi logo abordado pelo irmão  com uma faca na mão cobrando dele uma dívida de R$ 200, sem ter o dinheiro e revoltado com a cobrança do irmão que segundo ele também é usuário de droga, partiu para cima do irmão tomando a faca a aplicando três golpes  no corpo do irmão que foi socorrido por uma guarnição do SAMU para uma unidade de saúde municipal.
Após aplicar os golpes no irmão mais velho, o acusado fugiu no sentido da área conhecida por ‘’Boca do lixo’’  localizado as proximidades do terminal rodoviário de Redenção. Willianm, foi preso por uma guarnição da Polícia Militar durante uma ronda policial rotineira. Levado para a delegacia o acusado foi autuado pelo crime de tentativa de homicídio e disse que ia pagar pelo na boa e que não estava arrependido pelo crime praticado. ‘’Eu vou puxar mais essa cadeia na maior moral, não me arrependo de ter furado ele não, era ele ou eu, agora vou pagar essa cana e pronto agora não adianta arrepender de nada não’’ disse Willian.  O acusado foi encaminhado na manhã da última sexta-feira (12), para o Presídio de Redenção, onde passou três anos e oito após ser preso pela acusação de assalto a  mão armada praticado nas ruas de Redenção. Dinho Santos




      

Prefeita Zilma Souza está conseguindo tirar saúde de Conceição do Araguaia da UTI

A prefeita Zilma de Souza, em pouco tempo de governo, vem conseguindo colocar a gestão pública municipal de Conceição do Araguaia nos trilhos certos e apagando o rastro de calamidade pública  causado em tão pouco tempo de governo pelo prefeito Valter Peixoto, que foi afastado do cargo pelo Ministério Publico Estadual, por improbidade administrativa.



Em apenas três messes de governo a população já começa a ver mudanças e transformações nas principais áreas da administração municipal.   A área da saúde foi uma das mais prejudicada pela gestão do prefeito afastado, onde as irregularidades como inchaço da folha de funcionários, dividas com fornecedores, salários dos funcionários atrasados, prestação de serviços sem contratos falta de medicamentos nos postos de saúde e hospitais da rede pública de saúde e outras irregularidades, acarretaram  sérios problemas que aos poucos estão sendo solucionados pela nova gestão. Em conversa com a reportagem do NOSSO JORNAL a secretária municipal de saúde, Whatina Leite de Souza, falou das dificuldades que vem enfrentando a frente da pasta e do desafio de tirar a saúde do município da UTI. De acordo com a secretária as principais dificuldades enfrentadas logo assim que ele assumiu a função, foi a falta de medicamentos nos hospitais, faltas de equipamentos hospitalares, débitos altíssimos com os fornecedores e funcionários. ‘’hoje estamos tendo dificuldades para comprar pelo fato do município não ter crédito junto aos fornecedores, devido as gigantescas dívidas não pagas pelo prefeito afastado   os fornecedores só querem vender a vista para a prefeitura’’ comentou Whatina.
Ainda de acordo com a gestora de saúde, a prefeita Zilma, consegui sentar com servidores e negociar o pagamento dos salários de médicos, enfermeiros e outros servidores da saúde que estavam atrasados. ‘’Para se ter uma noção os médicos que trabalham na rede municipal estavam há mais de cinco meses sem receber seus salários, mas a prefeita Zilma, consegui negociar e eles já estão recebendo’’ completou Souza.  Mesmo diante de tantas dificuldades, os avanços e as obras na área da saúde em Conceição do Araguaia já estão acontecendo.
No final de setembro serão inaugurados três bases do Samu na área rural do município, o que será um grande avanço no atendimento emergencial da população que reside no campo.

Graça ao trabalho da nova gestão uma Unidade de Pronto Atendimento será construída  no final do mês. Ainda segundo Whatina Leite, atualmente os hospitais e postos de saúdes,  contam com médicos, enfermeiros e técnicos, além de medicamentos que mesmo diante dos entraves financeiros a secretaria vem conseguindo regularizar a distribuição de medicamentos. ‘’Estamos diante de um grande desafio, mas, com seriedade e compromisso, vamos vencer os obstáculos e fazer do atendimento de saúde de Conceição do Araguaia uma referencia na região e em todo Estado do Pará, essa é a meta e a determinação da prefeita Zilma de Souza, finalizou a secretária. Dinho Santos      

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Prefeito Vanderlei Coimbra anuncia construção de posto de saúde no Campos Altos

O prefeito de Redenção Vanderlei Coimbra reuniu com moradores do Setor Campos Altos na tarde da última segunda-feira (15), para apresentar o projeto de construção de uma Unidade Básica de Saúde para atendimento médico dos moradores dos setores Campos Alto, Aripuanã e Vale da Serra.  


Acompanhado de assessores e trabalhadores da área da saúde o gestor municipal falou da importância da obra que vai atender um antigo sonho dos moradores que há muitos anos aguardam pela implantação de um PSF.
Segundo Vanderlei Coimbra, obra orçada no valor R$ 407,000 mil reais, será construída em parceria com o  Ministério da Saúde e será uma das mais modernas construída dentro dos padrões estabelecido pelo Ministério da Saúde.   ‘’Sei que um dos grandes sonhos dos moradores do Campos Altos, é a implantação de um posto de saúde e como eu havia prometido na campanha estou aqui para anunciar o inicio da obra e dizer para todos vocês que é mais compromisso cumprido por esse governo que tem compromisso com o povo de Redenção’’, disse Vanderlei.
Ao final da reunião que aconteceu no meio de uma das vias pública do setor agradeceu ao prefeito pela iniciativa de tornar um antigo sonho dos moradores em realidade. Dinho Santos 



Eleição da Mesa Diretora da Câmara de Redenção deve acontecer na próxima sexta-feira

Depois de muito tumulto e reviravoltas, a eleição para a escolha da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Redenção, deverá acontecer nesta sexta-feira (19/ 09)
A semana de sessão do parlamento municipal está sendo marcada pelas trocas de farpas, articulações e rasteiras entre dois grupos de vereadores, que lutam de forma democrática pelo controle da Mesa Diretora para o biênio 2015/2016. 


A confusão começou quando na manhã da segunda-feira (15/09), quando o grupo de vereadores liderados pelo vereador João Lúcio, foi surpreendido pela manobra do vereador Joás Possidônio (PMDB), que apresentou um requerimento antecipando a eleição para a manhã de segunda-feira (15/09). De acordo com o vereador João Lúcio (PROS), a requerimento fere o Regimento Interno da Casa de Leis no seu Artigo 13 que diz que a eleição da Mesa Diretora deve ser matéria exclusiva no expediente do dia. Ainda de acordo com João Lúcio a eleição não deveria ser antecipada por meio de um requerimento e sim através de um projeto de resolução modificativa. “Nunca da história da Câmara aconteceu tamanha aberração”. Desabafou o vereador na tribuna.
Possidônio sustentou que se tratava de precedente regimental e mesmo com os embates e discussões o requerimento  foi posto em votação e aprovado pelos vereadores que apoiavam Joás, que foi eleito presidente, através da eleição feita ainda na segunda-feira baseada em requerimento e não em resolução.
Na terça-feira (16/09), foi à vez do grupo de João Lúcio fazer a virada de mesa. Um requerimento de autoria dos vereadores João Lúcio, Marconi Bernardi, Luciano Duarte, Pedro Lima, Lázaro Marinho e Leonardo da Saúde, pedia a anulação da votação do dia anterior. O requerimento foi à votação terminou empatado e o presidente da Câmara José Cláudio, desempatou votando favorável à anulação da eleição que conduziria Joás ao comando da Casa de Leis. Uma nova eleição está marcada para acontecer na manhã desta sexta-feira (19/09), onde provavelmente novas chapas serão registradas.


Vereadora Suzi Rocha quer que Câmara acione o MP e o TCU

Vereadora quer que o Ministério Público seja acionado e tome conhecimento que o projeto “Cuca Fresca” ainda não foi implantado nas escolas da rede publica municipal de Pau D’Arco.


A vereadora Suzi Rocha, da cidade de Pau D’arco, duramente a sessão da Câmara de Vereadores da última segunda-feira (15/09), solicitou ao presidente da Mesa Diretora, Chiquinho da Agrocampo, que o mesmo encaminhe ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas da União e ao Ministério da Educação, e também ao Deputado Federal Giovanni, Queiroz, a denúncia feita por ela na tribuna da Câmara, com relação à demora da implantação do Projeto “Cuca Fresca”, que visa implantar centrais de ar condicionado em todas as escolas da rede municipal.
De acordo com a vereadora, os recursos no valor de R$ 154.152,00, são provenientes de uma emenda parlamentar do deputado Federal Giovanni Queiroz, foram disponibilizados desde outubro de 2012, para climatização de escolas na região do Guarantã, Boa Sorte e sede do município. Ainda de acordo com a vereadora, as escolas foram reformadas e adaptadas para receber as centrais de ar, mas até o momento os alunos não estão usufruindo o beneficio da climatização, pois as centrais de ar nunca foram ligadas.  “Esses recursos foram deixados pelo ex-prefeito Luciano Guedes, e o atual gestor não implantou o projeto até hoje. Não sabemos qual o motivo da não implantação, mas o que é público e notório é que os alunos estão pagando o preço, pois as salas de aula com esse calor de quase 40 graus vira um verdadeiro forno. Os alunos estão sendo obrigados a irem embora mais cedo para casa e tendo que assistir aulas debaixo de árvores. Isso é um absurdo”, disse a vereadora.
Ainda de acordo a vereadora, a desculpa dada pelo gestor municipal é a de que o município tem que construir outra subestação elétrica para poder funcionar as centrais de ar. O que não é verdade, pois a contrapartida da prefeitura seria apenas a substituição de transformadores elétricos com maior capacidade. Por telefone, a redação do Nosso Jornal tentou entrar em contato com o prefeito Maurício Cavalcanti, mas o contato não foi possível, haja, vista que as ligações caíram direto na caixa postal.