quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Depois de dizer que não havia dinheiro prefeito Vanderlei manda executar obra de meio-fio

Nenhum comentário :
Depois de muita cobrança por parte de internautas nas redes sociais, nos grupos de WhatsApp e na tribuna da Câmara,  através dos vereadores Luciano Duarte, Pedro Lima, Leonardo da Saúde, Lázaro Marinho e João Lúcio, o prefeito Vanderlei Coimbra decidiu construir o meio-fio no  asfalto da Avenida.




A obra que era um sonho dos moradores e comerciantes corria o risco de ser levada pelas águas da chuva. No firmado entre o governo do estado e a prefeitura rezava que o prefeito Vanderlei Coimbra seria o responsável em construir as valetas que protege de um possível assoreamento.
Depois que o governador Simão Jatene, mandou executar a obra de construção do asfalto, o prefeito Vanderlei anunciou que não tinha dinheiro para fazer o meio-fio. O anunciou provocou uma revolta nos moradores e nos vereadores que temiam que uma obra orçada em cerca de R$ 600 mil reais fosse carregada pelas águas. Com a pressão dos vereadores e da sociedade, o gestor municipal deu um jeito de arrumar dinheiro que a princípio não existia e mandou fazer a obra que está bastante adiantada.
Em conversa com a nossa reportagem o vereador Luciano Duarte, disse que uma obra de tamanha importância não poderia se acabar por causa de questões politicas. ‘’O Governo do Estado honrou o compromisso e construiu o asfalto, o mínimo que o prefeito tinha que fazer era também honrar o acordo assinado por ele de fazer o meio-fio, ainda bem que ele refletiu e mandou executar a obra mesmo dizendo que não havia dinheiro. Nesse ponto prevaleceu a boa vontade na pressão’’, disse Luciano. Dinho Santos        


Polícia Militar apreende mais de 30 Kg de droga escondida em mala no bagageiro de ônibus

Nenhum comentário :
A Polícia Militar de Redenção apreendeu na manhã desta quinta-feira (27), cerca de 35 quilos de entorpecentes que estavam acondicionados em uma mala de viagem no bagageiro de um ônibus, que faz o serviço de transporte interestadual de passageiros de Redenção a Goiânia.  






A apreensão foi feita pela equipe de policiais que integram o Grupo Tático de Operações- GTO, depois que o comando da Polícia Militar recebeu uma informação anônima de que uma grande quantidade de droga estava sendo transportado em um ônibus da empresa Ivanildes Turismo que tem sede na cidade de Redenção. A abordagem ocorreu por volta das 7hs da manhã de quinta-feira.
De posse das informações, a guarnição se deslocou até o escritório da empresa que fica localizado na Avenida Araguaia no setor Entroncamento de Redenção, fez a abordagem do veículo no momento em que ele chegava a sede da empresa. 
 A droga foi encontrada dentro de uma mala, cujo o proprietário não foi identificado. Foram apreendidos 33 kg de maconha prensada, 1 kg pasta base de cocaína e 2 Kg de crack. A polícia acredita que o produto entorpecente  foi despachado no terminal de embarque na cidade de Goaiânia e teria como destino as cidades de Redenção e Xinguara. De acordo com a Polícia Militar a apreensão foi umas das maiores nestes últimos meses do semestre de 2014.  A droga foi levada para a sede da Policia Federal que fará as investigações na tentativa de descobrir o dono do produto entorpecente.     Dinho Santos
  


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Com dengue sob controle, calazar preocupa Redenção

Nenhum comentário :


Com o período de chuvas chegando em Redenção, boa parte da população começa a ficar preocupada com um possível surto de dengue. Porém, a coordenadoria de endemias do município afirma que a doença está controlada, e que a preocupação na área da saúde é outra: a leishmaniose visceral.
Segundo o órgão, 47 agentes de saúde realizam visitas diárias a cerca de mil residências por dia, e que depósitos de larvas do mosquito transmissor da dengue só são encontradas em cerca de três a cada 100 casas vistoriadas, índice inferior aos dos anos anteriores. A coordenadoria ainda afirma que poucos casos foram notificados e nenhuma morte pela doença foi confirmada no município em 2014.
Entretanto, o órgão também afirma que o que tem preocupado o município é a leishmaniose visceral, também conhecida como calazar, doença que pode ser transmitida tanto por mosquitos quanto por outros animais infectados, como cães e roedores.
Nos hospitais do município, diversos pacientes e animais estão sendo submetidos a exames médicos que confirmam a doença.
O calazar é provocado por um protozoário e não é contagiosa de uma pessoa para outra. Os principais sintomas são febre intermitente com semanas de duração, fraqueza, perda de apetite, emagrecimento, anemia, palidez, aumento do baço e do fígado, comprometimento da medula óssea, problemas respiratórios, diarreia, sangramentos na boca e nos intestinos.
(DOL com informações do Diário do Pará)

João Lúcio quebra o silêncio e diz por que rompeu com o prefeito Vanderlei Coimbra

Nenhum comentário :
Exercendo a função de vereador há 14 anos, João Lúcio Borges teve um desempenho governista. Atuou na base dos governos, mas nunca deixou sua imagem ‘colar’ à do gestor. Ciente da responsabilidade que o povo lhe confiou, o vereador sempre buscou colaborar com as administrações anteriores sem prejudicar o povo. Nos mandatos de JPC e Wagner Fontes, a atuação do parlamentar lhe renderam seu terceiro e quarto mandato com aumento expressivo do número de votos e alto índice de aceitação popular, apesar dos desgastes na gestão dos ex-prefeitos.


Surpreendentemente, João Lúcio rompeu com o prefeito Vanderlei Coimbra no segundo semestre deste ano. Ele garante que não faz mais parte da base do governo. Confira entrevista exclusiva à Repórter Elizangela Dantas.
Elizangela Dantas – Vereador é verdade que o senhor não faz mais parte da base de apoio do Prefeito Vanderlei Coimbra?
João Lúcio – Não. No mês de agosto comuniquei ao prefeito que mudaria minha maneira de atuar, que cobraria mais atitudes do governo no sentido de dar uma resposta para os graves problemas de gestão que o município enfrenta.
Elizangela Dantas – Que problemas o senhor se refere? Para cobrar tem que se afastar da base de apoio?
João Lúcio – Os problemas são diversos. Na saúde faltam médicos, exames, remédios, posto de saúde fechado, ambulâncias sendo devolvidas, falta de iluminação pública, asfalto se deteriorando, atraso de salários, enfim são muitos problemas que revelam uma administração ruim do governo. E sobre as cobranças, o governo não tem maturidade para receber cobranças dos vereadores. Bastou eu cobrar, por exemplo, o compromisso que ele fez de asfaltar a Avenida Mato Grosso no Capuava, para provocar um profundo estresse na cúpula do prefeito.
Elizangela Dantas – Como o senhor percebeu o estresse do governo?
João Lúcio – Bom, eu publiquei a cobrança do asfalto da Avenida Mato Grosso na rede social, ai os defensores do governo ‘entraram de sola, fazendo críticas à minha cobrança’ e logo depois saíram demitindo qualquer servidor que fosse indicação minha ou do meu partido (PROS).
Elizangela Dantas – E houve as demissões das pessoas de sua indicação e do seu partido?
João Lúcio – Sim. Em três dias eles fizeram as demissões, chegaram ao ponto de demitir professora no meio do bimestre, poderiam ter o bom senso de pelo menos esperar terminar o bimestre, mas é com eu digo o governo não tem maturidade para receber cobranças.
Elizangela Dantas – O senhor tinha muita gente indicada na prefeitura?
João Lúcio – Não. Os assessores do governo ficaram frustrados porque achava que eu tinha muitas indicações, o que não era verdade. Meu partido (PROS) não era prestigiado no governo e quando eu reclamava o Vanderlei dizia que na campanha tinha feito acordos com outros partidos.
Elizangela Dantas - O senhor ficou na base do JPC e Wagner Fontes mesmo eles estando desgastados e porque não com o Vanderlei?
João Lucio – Boa pergunta. Acontece que recentemente eu fui presidente da Câmara Municipal e modéstia à parte fizemos um trabalho extraordinário como administrador do poder legislativo. Honramos os compromissos, melhoramos os salários e as gratificações dos servidores, promovemos a valorização dos servidores desde servente até secretária geral. Motivamos os servidores, criamos o site da Câmara, enfim fizemos uma administração exemplar. Daí pra cá aumentou minha responsabilidade como homem público e eu com minha experiência administrativa não posso ver minha cidade regredir e ficar passivo. O povo me cobra atitude e com razão.
Elizangela Dantas – Para finalizar o senhor pensa em se candidatar a prefeito nas próximas eleições?

João Lúcio – Bom, se me aventurasse a ser candidato a prefeito no meu primeiro mandato de vereador e tivesse a felicidade de ser eleito, a probabilidade de  fazer uma administração ruim era muito grande, a exemplo do que está acontecendo com o Vanderlei. Eu não tinha maturidade, conhecimento e nem experiência. Agora me sinto capacitado. Já fui presidente da Câmara, fiz uma administração muito bem avaliada e estou no quarto mandato de vereador, conheço de perto os problemas rurais e urbanos do nosso município. Tenho aliados importantes no governo do Estado e no governo federal. Estou com 42 anos de idade, tenho uma família consolidada, então posso dizer que estou preparado para disputar a prefeitura de Redenção. Parte da minha base acha que é hora, mas estamos discutindo com o grupo e o partido. Se for da vontade de Deus... Quem sabe né?

Acusados de participar do esdquema de fraude no Seguro-Desemprego estão no Presídio de Redenção

Nenhum comentário :
A operação Justa Causa II e Operação Áspides, que foi feita de forma conjunta pela Polícia Federal do Pará e do Estado do Tocantins resultou na prisão de 12 pessoas na última sexta- feira (21). Cinco dos presos  são da cidade de  Redenção e sete da capital do Tocantins Palmas. Durante a execução dos Mandados, duas pessoas foram presas por posse ilegal de arma de fogo e um por posse de drogas, além da farta documentação que comprova as fraudes e um total de 740 Cartões-Cidadão foram encontrados com os criminosos.   




De acordo com a PF  os suspeitos fazem parte de organizações criminosas que fraudavam o benefício previdenciário do Seguro-Desemprego. A suspeita de que a quadrilha tenha desviado mais de  R$ 15 milhões dos cofres públicos. Na capital do Tocantins  duas pessoas acusadas de participar do esquema fraudulento foram presas. Um dos presos é servidor da Caixa Econômica Federal, de 44 anos e a mulher dele. 
Como funciona o esquema: A quadrilha escolhia nomes de pessoas que tinham um vínculo empregatício válido e simulavam o desemprego. Eles faziam pesquisas aleatórias e pegavam os nomes pela internet. Depois, através de uma empresa falsa criavam vínculos empregatícios. A quadrilha tinha acesso a senhas do Sine para realizar o requerimento do seguro-desemprego. Após esta etapa da fraude, que era praticada no Pará, os envolvidos repassavam os dados para o servidor da Caixa em Palmas, para que ele efetuasse os saques. “No esquema o servidor desempenhava a função de caixa, ele tinha acesso aos pagamentos do seguro. E após o saque, ele depositava na conta das pessoas envolvidas e pegava uma parte para ele", explicou o delegado federal Robatto.

Sequestro de bens: Com a prisão dos acusados a Polícia Federal calcula que conseguiu evitar um prejuízo na ordem de 4,8 Milhões de reais aos cofres públicos. Em Redenção além da prisão de cinco suspeitos de participação no esquema fraudulento, os agentes apreenderam veículos de luxo, motocicletas e cerca de R$ 15.000,00 na casa de um dos envolvidos. A Justiça Federal determinou o bloqueio das contas bancárias dos suspeitos e sequestros dos bens imóveis dos mesmos, a fim de garantir o ressarcimento do prejuízo causado aos  cofres da União, devido os recursos que foram desviados do Fundo de Amparo ao Trabalhador - FAT.  De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego que apoiou a investigação, a organização criminosa desviou cerca de R$ 15 Milhões de reais dos cofres públicos, somente no Estado do Pará.   A suspeita é  que a quadrilha vinha praticando o crime desde 2012. Em Redenção os   suspeitos João Bosco, Naldo, Fernando, Barbara e Michel, se encontram recolhidos no Presídio de Redenção à disposição da justiça.    Dinho Santos 

Prefeito Mussum cumpre compromisso e constrói meio-fio em Casa de Tábua

Nenhum comentário :
A Prefeitura de Santa Maria das Barreiras está intensificando o trabalho de construção do meio-fio no distrito de Casa de Tábua.





Máquinas e homens da Secretaria de Obras estão trabalhando de forma ativa na intenção de terminar o serviço antes que o período chuvoso fique mais intenso.  A construção do meio-fio está dando uma nova visão no asfalto que foi construído em pareceria com o Governo do Estado. No total, serão mais de 10 quilômetros de sarjeta que serão construídos pela Prefeitura de Santa Maria das Barreiras, como ficou acordado durante a celebração do convênio que possibilitou a pavimentação asfáltica de várias ruas de Casa de Tábua. 
De acordo com o agente distrital Nem, que tem acompanhado de perto a execução do serviço, o meio-fio é a contra partida da prefeitura que o prefeito José Barbosa de Faria, o ‘’Mussum’’, tem cumprido o acordo feito com o governador Simão Jatene. ‘’O prefeito Mussum, sabe da importância da construção do meio-fio e mesmo enfrentando algumas dificuldades financeiras, tem honrado o compromisso e o resultado é esse, o distrito de Casa de Tábua, vivendo um novo visual’’, comemora o Nem.
Segundo o prefeito Mussum, a obra não estaria completa se o meio-fio não fosse feito, por isso ele autorizou a execução do serviço mesmo diante de algumas dificuldades financeiras. ‘’A pavimentação asfáltica de ruas com meio-fio é um antigo sonho dos moradores do distrito e, conhecedor deste sonho, eu como gestor, não poderia deixar de torná-lo em realidade. Por isso, mesmo diante de algumas dificuldades financeiras, assumimos o compromisso de construir o meio-fio depois que o asfalto estivesse concluído e estamos cumprindo o que prometemos’’, disse Mussum.




Prefeita Cleusa Temponi reúne secretariado para discutir metas para 2015

Nenhum comentário :
A prefeita de Cumaru do Norte, Cleusa Temponi reuniu todo o seu secretariado na tarde da última quinta-feira (21). O encontro que aconteceu no gabinete da prefeita teve como principal objetivo, fazer uma avaliação do governo no ano de 2014 e traçar planos e metas para a gestão do próximo ano.



Acompanhada do esposo e colaborador do governo, Geraldo Temponi, mais conhecido como “Lado”,  a gestora municipal ouviu atentamente todos os secretários presentes no encontro, que também vão ajudar na elaboração do planejamento das novas ações para 2015. Ainda na reunião, Temponi falou dos avanços e das conquistas do governo, nos dois anos de mandato.
De acordo com a prefeita, mesmo tendo enfrentado dificuldades financeiras e problemas deixados pela gestão anterior, o município de Cumaru do Norte avançou e muito, a ponto de se tornar um canteiro de obras. “Temos obras que estão prestes a serem inauguradas, obras em andamento e outras iniciando. Portanto, nunca se viu tanto trabalho em tão pouco tempo de governo em Cumaru do Norte. Por isso eu acredito que estes dois primeiros anos foram de muita conquista e para o próximo ano será ainda maior” disse a prefeita. Antes do término da reunião,  a prefeita solicitou dedicação e empenho de cada secretário no propósito de fazer o melhor pelo município.
Na avaliação do secretário de Governo, João Mota, a  reunião mostrou a união do governo e a dedicação da prefeita Cleusa Temponi, em fazer uma gestão voltada para os interesses do povo de Cumaru do Norte. “Foi uma reunião produtiva, onde podemos ver a ação de cada secretaria, e os planos que a nossa prefeita tem para o próximo ano. Acredito que todos os secretários saíram da reunião com a convicção de que o governo está no rumo certo e vai realizar no próximo ano, ações para promover o crescimento e desenvolvimento do nosso município” disse Mota.
Ainda na reunião a prefeita apresentou um cronograma com todas as obras que serão inauguradas em breve no município.

Dinho Santos